segunda-feira, junho 25, 2007







A bem dizer...


De Seligman. Educar para o optimismo.

3 comentários:

Júlia Galego disse...

Será possível, sobretudo quando predomina o pessimismo?
Oxalá que sim.

Paideia disse...

Eu penso que é, não só possível, mas absolutamente necessário.
:)

Tit disse...

Tem de ser possível continuar a ser optimista. E tem de ser nos alunos que mais razões encontramos para o nosso optimismo... Os políticos mudam. Os rumos alteram. Os professores e o que a sociedade espera da escola mantém-se: a capacidade de formar pessoas.
E é nessas pessoas - nos alunos - que temos sempre se continuar a acreditar.