quarta-feira, julho 02, 2008

O blogue está encerrado sine die, porque eu estou de luto pelo meu filho mais velho.

















48 comentários:

Teresa disse...

sentido abraço!

IC disse...

Sem palavras, um abraço muito sentido de mãe para mãe.

3za disse...

Todo o carinho... um abraço longo e sentido.

JAS disse...

Um abraço de conforto e solidariedade!

Anónimo disse...

Um abraço sentido.
Renata

Matilde disse...

Um abraço de força, Idalina.
...
De muita força.
E um beijinho.

Miguel Pinto disse...

Um abraço, Idalina.

Fátima André disse...

Idalina, as palavras falham, fica a certeza de que estou unida a si em oração. Ele que é o Deus misericordioso, também é o Deus do alento. Imploro a força do Espírito Santo para o momento presente.
Um caloroso abraço.

AnaCristina disse...

Um sentido e carinhoso abraço!

Anónimo disse...

Abraço sentido e as minhas orações

Ana

JMA disse...

abraço de compaixão.

Glicéria Gil disse...

Sentido pesar.
um abraço amigo

Anónimo disse...

Que a vida a reconquiste depois de uma tal dor.Esperaremos...Aqui. Neste espaço onde se respira tranquilidade e sabedoria.

Raimundo_Lulio disse...

Neste momento difícil, a minha solidariedade.

Anónimo disse...

Sentido abraço!
C. Oliveira

Maria Lisboa disse...

Não há palavras. Um grande beijo

JvT disse...

Um abraço.
João

TsiWari disse...

;(

Recebe um abraço apertado, com o calor daquele olhar trocado a correr numa dessas ruas de Lisboa, em dia de União.

José N. Azevedo disse...

Não consigo pensar em nada que me doesse mais do que saber morto um filho meu.

Aceite os sentidos pêsames de um seu leitor e admirador.

SL disse...

Um abraço, Idalina.

Anónimo disse...

Um abraço e muita coragem.
Uma admiradora

joao de miranda m. disse...

Meus mais sentidos pêsames...

Júlia Galego disse...

A minha solidariedade neste momento de dor.
Bj

setora disse...

Um forte abraço.

Anónimo disse...

Sou Pastor brasileiro que se beneficia dos teus escritos. Minha oração é para que o Senhor, cujo trono está nas alturas, visite o teu coração enlutado.

bell disse...

Os meus sentimentos!

Stôra disse...

Nestes momentos de dor, não há nada que se possa dizer que a consiga aliviar...
Os meus sentidos pêsames.
Um beijinho *

Stôra disse...

Força! Acredito que consegue. Todos nós conseguimos, apesar de, no início, sentirmos que não.
E volte. Não deixe de partilhar connosco as suas experientes palavras.
Um beijinho de força!

c. oliveira disse...

Força! Não consigo imaginar maior dor que essa. Mas também não consigo deixar de pensar que, quando estiver disponível, estaremos cá para a acompanhar no que soubermos

Maria da Luz Nascimento disse...

Os meus sentidos pêsames.
Um abraço grande

ramiro marques disse...

Sem palavras. É nessas alturas que mais necessário se torna acreditarmos em Deus. Ee existe. Tem de existir. E a narrativa bíblica tem de fazer sentido para que a vida tenha sentido. Um abraço sentido.

Pedro Rosário disse...

Cara Idalina, um grande abraço e coragem. Você é uma mulher corajosa.

João Manuel Martins disse...

Cara professora Idalina,
Tomei agora conhecimento do trágico acontecimento familiar.
As palavras pouco expressam nestes momentos, pelo que só me resta solidarizar-me num momento de grande mágoa.

Os meus pêsames

Beijos e muita força deste seu ex-aluno.

João Manuel Martins disse...

Cara professora Idalina,
Tomei agora conhecimento do trágico acontecimento familiar.
As palavras pouco expressam nestes momentos, pelo que só me resta solidarizar-me num momento de grande mágoa.

Os meus pêsames

Beijos e muita força deste seu ex-aluno.

João Manuel Martins disse...

Cara professora Idalina,
Tomei agora conhecimento do trágico acontecimento familiar.
As palavras pouco expressam nestes momentos, pelo que só me resta solidarizar-me num momento de grande mágoa.

Os meus pêsames

Beijos e muita força deste seu ex-aluno.

E.M. e F.M. disse...

Partilhamos a dor da partida do Mário que ficará para sempre na nossa memória. Cremos que é isso a eternidade.

mac disse...

Venho muitas vezes ao seu site. Aprendo bastante. Não queria deixar de lhe enviar um abraço nesta altura difícil. Palavras não tenho. Não as consigo encontrar, adequadas à situação.
Hesitei em escrever, pois não quero ser mal interpretada, mas gostaria de pedir-lhe que não pense em encerrar o blog. Volte quando puder, mas continue a partilhar connosco o seu saber, as suas ideias. Ser professor é partilhar e encorajar os outros. Continuando connosco, talvez seja uma maneira de encontrar e manter forças para a sua vida.
Obrigada pela sua partilha.
Um beijinho da Madeira. Madalena

Amélia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amélia disse...

«Je ne savais pas comment le consoler,comment le rejoindre, comment l'atteindre...C'est tellement mystérieux le pays des larmes»-cito de cor um pequeno excerto do Petit Prince.

Amiga:não deve haver, de facto, maior dor... Não tenho filhos, mas sei que é mesmo a dor maior...Beijo grande

Que o tempo, esse grande escultor, ajude a mitigar as lágrimas porque a mágoa, essa, ficará.

Fátima André disse...

Passei de mansinho para desejar BOM REGRESSO e UM BOM ANO LECTIVO!
Um caloroso abraço.

3za disse...

Tenho saudades tuas... de te escutar... de te ler... nem sabes quanto tenho aprendido aqui, regressando para beber as tuas reflexões sobre os grandes, sobre a confusão dos conceitos... imaginando que eras minha colega e podíamos sentar-nos à beira de um café a falar de "educere" e tantas coisas bonitas. Iria aprender tanto...
Mesmo num mar que deve ser escuro, porque as perdas são perdas e não há palavras que as consolem... queria apenas desejar-te um clarear do azul,o melhor ano possível e dizer que gosto de ti. Muitos beijinhos

Andreia disse...

um beijinho muito grande cheio de força...

José Paulo Santos disse...

Não fazia ideia, Idalina...
Fica o meu abraço e o meu sentido carinho. Estarei por cá. Vem vindo à rede INTERACTiC 2.0. Estarão por aqui muitos abraços...

Anónimo disse...

Que a nova estrela que o céu a si chamou, a ilumine e a fortaleça nesta dor. Que o sorriso que a foto relembra, brilhe em cada um dos seus dias e a faça olhar em frente, em paz e harmonia.
Um abraço forte,
Nuno

English teacher disse...

Cara colega Idalina,
sou professora na mesma escola, estou apenas lá este ano e, por mero acaso "esbarrei" com este site. Sou mãe há pouco tempo, por isso sei que não haverá dor maior. Quero apenas desejar que encontre forças para continuar. Uma pessoa com o seu valor, com o seu profissionalismo,é um exemplo para todas as gerações. Um beijinho.

Lua dos Açores disse...

Vim aqui ter por acaso, ando traduzindo as meditações do Retiro na Cidade dos Dominicanos de Lille e hoje há menção ao Salmo 18, cá estou eu

«2Eu te amo, ó SENHOR, minha força.
3O SENHOR é a minha rocha, fortaleza e protecção;
o meu Deus é o abrigo em que me refugio,
o meu escudo, o meu baluarte de defesa...»

Que nesta Páscoa a certeza de que Jesus ao subir ao Pai atraiu todos e ao ressuscitar nos deu a certeza do Encontro

Abraço fraterno e solidário

Júlia Coutinho disse...

Cara amiga,

Não acha que está na altura de voltar?
A vida continua.
Terá de certo outros filhos e, em nome da vida, obrigue-se a voltar a viver.
Um abraço amigo

Paideia disse...

Obrigada, Júlia, pelo seu comentário, que veio de encontro ao que eu estava a pensar.
Há aqui um elemento a emperrar o processo: não quero continuar este blogue, mas não quero abrir mão do PAIDEIA, que me é tão caro. Então, estou um pouco emperrada e isto, eventualmente, quer dizer que não estou pronta, caso contrário outro título me surgiria. Quer ajudar-me?
:)))